Centenas de servidores do Crato realizaram ato na manhã de ontem (16/9) em prol da criação do calendário de pagamento fixo para a categoria. A classe vem sofrendo com recorrentes atrasos nos pagamentos dos salários.

A manifestação, que tomou as ruas da cidade, saiu da Quadra de Esportes na Praça Bicentenária, passando pela Praça da Sé, Siqueira Campos indo até o palácio Alexandre Arraes, Sede da Prefeitura Municipal.

A atividade foi uma iniciativa do Sindicato dos Servidores Públicos do Crato (Sindscrato), denominado Dia “D” e reivindica o pagamento dos servidores temporários que estão sem receber os seus vencimentos, em alguns casos desde Julho. Eles cobram também o proporcional de férias e 13º salário.

Segundo Junior Matos, presidente do Sindscrato “Eles garantem que se não houver cumprimento das solicitações, haverá uma greve generalizada”.

O atribui à situação de atrasos no pagamento a um problema bancário que foi criado com o afastamento do então secretário de finanças, Édio Oliveira. Ele foi afastado por uma determinação Judicial por conta de fraudes descobertas na operação “A Hora da Verdade”. O presidente do Sindscrato disse que não recebeu essas informações oficialmente, mas que aguarda que o diálogo seja estabelecido para tentar contornar a situação de forma que os servidores não tenham perdas.

 

Fonte: FETAMCE